SindicarioNET - Sindicato dos Bancários de Campo Grande-MS e Região
CUT BRASIL Contraf FETEC

Caixa Econômica Federal

Imprimir e-mail aumentar a fonte diminuir a fonte
Publicado em 12 de Janeiro de 2018 às 16:25
No dia do aniversário da Caixa, bancários protestam em defesa do banco 100% público

 

Nesta sexta-feira, dia 12 de janeiro, quando a Caixa Econômica Federal completa 157 anos de fundação, os bancários de todo país participaram do Dia Nacional de Luta por melhores condições de trabalho e em defesa do banco 100% público.

 

Em Campo Grande, os diretores do Sindicato dos Bancários de Campo Grande-MS e Região se reuniram em frente à agência da Caixa, localizada na Rua Barão do Rio Branco, e distribuíram uma carta informativa para população. Aos funcionários do banco, foi entregue, ainda, uma cartilha sobre a importância de defender a Caixa como patrimônio público. Para aproveitar a fila do banco e chamar atenção dos clientes para a relevância social da instituição financeira, atores apresentaram ao público uma “Intervenção com Perna de Pau”.

 

A Caixa é responsável por cerca de 70% dos financiamentos habitacionais no país. Também assume a execução de programas do governo, como Minha Casa, Minha Vida, Fies e Bolsa Família.

 

“Estamos aqui para comemorar os 157 anos da Caixa, uma instituição financeira muito importante para o desenvolvimento econômico do país, mas também para chamar a atenção da população e fazer a conscientização sobre a importância de manter ao banco 100% público. Com as demissões causadas pelo PDVE (Programa de Desligamento Voluntário Extraordinário), o serviço bancário é precarizado, pois não há novas contratações para conseguir atender a grande demanda da Caixa. Isso acaba prejudicando também os clientes e os bancários que ficam sobrecarregados”, afirmou o presidente do sindicato, Edvaldo Barros.

 

 

 

Nos nove primeiros meses de 2017, o lucro da Caixa foi de R$ 6,2 bilhões, um crescimento de 84,5% na comparação com o mesmo período de 2016. Em contrapartida, segundo pesquisa da Contraf-CUT e do Dieese, entre janeiro e novembro de 2017, o banco foi responsável pelo fechamento de 6.878 postos de trabalho, em função das duas fases do Programa de Desligamento Voluntário Extraordinário (PDVE) da instituição.

 

“A Caixa é um banco lucrativo e atua em vários segmentos do mercado, tem produtos e serviços de qualidade e um bom resultado financeiro. De certa forma, o lucro das operações da Caixa retorna para a sociedade através dos repasses que o banco faz ao governo, além das políticas públicas para a população de baixa renda que tem menos acesso aos serviços bancários. É importante que a Caixa continue 100% pública para que ela continue atuando, não só em operações comerciais, mas também com aqueles produtos e serviços bancários que possuem um menor retorno financeiro, mas que tem um grande retorno social”, ressaltou o secretário de Esportes e Lazer e bancário da Caixa, Jadir Fragas.

 

 Assista abaixo ao vídeo do protesto em Campo Grande:

 

 

Por:Assessoria de Comunicação do SEEB-CG

Galeria de Fotos

Entre em Contato

Jadir Fragas Garcia

Secretário de Esportes e Lazer

Moisés Graciliano Arguello

Secretário de Finanças

Walter Ribeiro Castro

Conselho Fiscal

Gilmar Antônio Gomes de Carvalho

Suplente do Conselho Fiscal

Coelho - João Manoel Andrade Coelho

Suplente do Conselho Fiscal

Ricardo Inácio Maciel

Suplente do Conselho Fiscal

Arilson Pedro Aranda

Suplente da Diretoria Administrativa

Donete Silvério de Souza

Suplente da Diretoria Administrativa

Marileda Ourives de Souza

Suplente da Diretoria Administrativa

Elizabet Lousada Felipe

Diretores Zonais

Valdecy Martins de Souza

Diretores Zonais

Calvino Braga de Araújo Júnior

Suplente da Diretoria Zonal

Ricardo Hofstadler Leonardo

Suplente da Diretoria Zonal

Sindicato dos Bancários de Campo Grande-MS e Região de Mato Grosso do Sul - Rua Barão do Rio Branco, 2652 - Jardim dos Estados

Campo Grande-MS - Telefone: 67 3312-6100 / Fax: 67 3312-6116